quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Dando pinta em Punta e Montevideo

Os mais preguiçosos diriam que agora começa o ano de vez. Prefiro pensar que um equilíbrio entre trabalho e lazer é sempre muito bom. Jamais tive a pretensão de enriquecer sendo um workaholic. Ao contrário disso, preservo minha vida, minha família, meus amigos e meu tempo livre. Ainda bem que meu trabalho me permite isso. E aqui estou eu, descansado, feliz, realizado e de volta com tudo pro BAPHOMETRO e pra vocês, meus queridos leitores.
Mais uma vez nessa vibe aventura, embarquei para Montevideo, no dia 5 de fevereiro com o Flávio. Como eu tinha contado no post anterior, poucas coisas estavam programadas: nem reserva de hotel tínhamos... tudo de propósito! E desavisados, chegamos em pleno carnaval uruguaio, com as reservas lotadas. Hehe, começava a primeira saga...
Eu e o Flávio combinamos: podemos escrever um guia sobre os hotéis e baladas de Montevideo - ou boliches, como eles chamam lá. E no hotel que enfim nos hospedamos, aconteceu a maior coincidência da minha vida: encontrei minha grande amiga e leitora do blog Elisete. Conversamos e trocamos impressões sobre a viagem e até nossos guias e mapas. Muito divertido!
O tour básico se faz em um único dia. Monumentos, praças, teatros, cafés e lojas são facilmente vistos. Tudo é muito antigo e charmoso. Um dos destaques do passeio é justamente a Ciudad Vieja, onde prédios históricos se misturam a restaurantes e baladas. Me chamou muito a atenção como as pessoas são desapegadas com estilo de vestir e beleza. Apesar de os homens serem os mais bonitos que já vi, são extremamente mal cuidados e desleixados no modo de vestir. O hype do uruguaio é vestir roupas esportivas. Lojas próprias da Nike, Adidas, Reebok e Puma tem em quase todos os shoppings. Marcas de apelo fashion conhecidas, nada além de Levi's. A única marca originária do país que realmente me chamou atenção foi a Uniform, que tem pontos de venda incríveis, super convidativos, preços maravilhosos e peças ótimas! Vale a pena entrar no site para conhecer.

Estando em Montevideo, não se pode deixar de passar por Punta del Este, caminhar pela rambla, almoçar num restaurante gostoso - ou numa padaria antes da chuva - huahauahuahuah - e alugar uma bike. Lá as pessoas são igualmente bregas, porém endinheiradas. O píer é um luxo só. Morremos de vontade de andar com uma daquelas lanchas incríveis!
À noite é obrigatória na Ciudad Vieja ou em bairros mais modernosos como Palermo. Como na maioria dos lugares não se paga para entrar ou tem-se consumação, íamos de duas a três festas por noite. Ponto para a cumbia no El Pony Pisador (foto acima) e os milhões de ambientes e homens lindos da Cain. Todas as pessoas são extremamente gentis e fazem o que podem para que o turista fique à vontade. Na Bonita, uma balada hiper engraçada, passamos a noite conversando com a Eveling, a bargirl que estudou 4 meses de português e vem morar em Bombinhas, SC, ano que vem. Festas novas pipocam à todo instante, como a 3, que fomos no penúltimo dia de viagem.
Em caso de chuva ou encheção de saco com passeios turísticos, vá às compras! Eu e o Flávio dedicamos sempre metade das viagens pra isso. E nenhum lugar melhor aqui perto para isso do que o Uruguai, certo? Desde os freeshops no aeroporto até outlets de rua, vale muito a pena gastar. O Flávio comprou um tênis incrível no outlet da Espacio B.A. (foto acima) por 190 pesos uruguaios! o equivalente a 18 reais!!!
Coisas curiosas acontecem em todos os lugares, não é mesmo? Mas que tal beber uma cerveja de 1litro no bico, em plena balada??? E tomar Coca-Cola em jarra? Isso é mega comum em Montevideo...
O povo tem um mal gosto extremo, e não fiz fotos de street style por absoluta falta do que fotografar. Só os turistas são mais descolados, e o povo local se cutuca e ri quando alguém veste algo diferente. Eu me senti um ET pela rua. Veja acima o luxo dos chinelos e da pantufa. Um horror, não?
E as malditas Crocs estão nos pés da maioria, assim como os Havaianas, que o povo idolatra assim como em Buenos Aires. Pega o hype da versão inverno e da versão high heels das Crocs. Coragem!!!
Os idosos comandam as ruas e são eles os responsáveis pelos visuais mais inusitados e criativos. Adorei a leveza das peças que essa senhora estava usando. Na segunda imagem, um contraste com propostas jovens na loja Renata Love. Ninguém na rua se veste com tantas cores como nessa vitrine...

Reações:

7 se meteram:

delícia de passeio, hein?!
a melhor coisa do mundo é viajar....me chame da proxima vez, ok? hehehehe
beijooo

Saudações, Alê.
Acho que as pessoas que tem muito dinheiro não sabem se vestir, é uma conclusão minha. rs
Tênis, baratinhoo... :D
Viagem fantástica esta hein..

Beijos, e um ótimo fds.

Passear sempre é bom... este ano vou fazer um tour tambem , mas nao sei pra onde.


xoxo henrique

Que delícia de passeio e de texto!!!
Muito bom te ler, perceber tuas impressões sobre o lugar, as pessoas, a vida...

E a próxima parada, onde será?
Eu já tô dentro!
Bjo

tu foi no el pony pisadooor!!heheheh adorei!!! te falei que a ciudad vieja é mara!!

xaaannnnnn...esse lance de cutucar e rir acontecia comigo diretooooooo...até q descobri q era por causa do meu salto...realiza..lá elas só usam rasteirinhas e eu troteando de saltón p lá e p cá

Nossa, super curti seu blog!

Estou te seguindo :)